Advocacia Trabalhista e Previdenciária

Newsletter

Nome:
Email:

Cotação da Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Previsão do tempo

Hoje - Montes Claros, MG

Máx
37ºC
Min
19ºC
Predomínio de

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,10 4,10
EURO 4,53 4,54

Notícias

12/06/2019 - 12h34TJMG participa de evento para Inovação TecnológicaEvento acontece em Brasília até amanhã com diversos temas para aplicação no sistema judicial

O juiz auxiliar da presidência do TJMG, Delvan Júnior, participou o evento ao lado dos representantes da Dirfor, Antonio Rolla e Braulio Gusmão O juiz auxiliar da Presidência do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), Delvan Júnior, o diretor de Informática (Dirfor), Antonio Rolla, e o analista de sistema da Dirfor, Braulio Gusmão, participaram nesta quarta-feira, dia 12 de junho, do Expojud 2019, Congresso de Inovação, Tecnologia e Direito, que acontece em Brasília. Durante o evento, que é o primeiro encontro para debater a revolução exponencial desse segmento, o objetivo é promover debates sobre inovação, tecnologia e empreendedorismo dentro do sistema judicial. O evento foi aberto pelo juiz auxiliar da Presidência do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), Braulio Gusmão. O juiz auxiliar da presidência do CNJ, Braulio Gusmão, fez a abertura do primeiro encontro Entre os temas abordados no primeiro dia, estava o uso de inteligência artificial no segmento jurídico, abordado pelo juiz auxiliar da presidência do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), Fábio Porto. Em sua palestra ele afirmou que aplicação da inteligência artificial pode aumentar a velocidade média de realização de determinada tarefa em até 1.400%, com 300% menos erro. “Estudos comprovam os sérios problemas enfrentados atualmente pelo modelo de execução fiscal em vigor no país. Isso demonstra a necessidade de buscar um modelo adequado de gestão que conduza à necessária eficiência da arrecadação tributária e à indispensável prestação jurisdicional em tempo oportuno”, defende o juiz Fábio Porto. Ele garante que “o sistema de Inteligência Artificial utilizado na penhora on-line inaugurou, na Justiça do Rio, uma nova era com uma cultura de educação fiscal".  De acordo com o juiz, o procedimento terá um efeito educativo sobre os contribuintes e certamente vai permitir ampla conscientização de que os impostos têm uma finalidade social. Além desse tema, foi debatido também a Lei Geral de Proteção de Dados. O evento termina nesta quinta-feira, dia 13 de junho.
12/06/2019 (00:00)
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia